1. Home
  2. Notícias

Seminário em Foz discute violência, tema da Campanha da Fraternidade

Seminário em Foz discute violência, tema da Campanha da Fraternidade
Encontro acontece no auditório da Polícia Federal - Foto: Reprodução

H2FOZ - Paulo Bogler 

A Campanha da Fraternidade 2018, realizada pela CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), tem como tema “Fraternidade e superação da violência”. Neste sábado, às 14 horas, no auditório da Polícia Federal, religiosos e representantes de instituições sociais e de órgãos públicos participam de seminário para aprofundar o debate sobre a temática.

O encontro pretende fazer uma análise e buscar entendimentos sobre a violência no contexto da realidade de Foz do Iguaçu. O objetivo é somar esforços envolvendo toda a comunidade para promover o enfretamento da violência, disseminar os valores e conceitos da cultura de paz e fazer prevalecer a justiça.

Entre os órgãos envolvidos no debate estão a Guarda Municipal, Polícia Federal, Secretaria de Segurança, Conselho de Leigos, Unioeste/Foz, entre outras instituições. O encontro reúne padres das paróquias da Igreja Católica, coordenadores de pastorais, representantes de outras igrejas e pessoas que atuam ou estão ligadas ao tema da violência.

A programação do encontro inclui a leitura do Mapa da Violência, com ênfase nos dados sobre a região e diálogo em torno do tema, a partir da ótica da responsabilização de todos os atores da sociedade. Em seguida, serão recolhidas propostas e sugestões dos participantes da reunião que nortearão ações futuras.

Durante o encontro, será debatido também o texto-base sobre a Campanha da Fraternidade 2018, elaborado pela CNBB. “Daremos por pressuposto a leitura do texto-base, tendo em vista que o objetivo do seminário é fazer uma leitura local da problemática e lançar luzes para ações conjuntas”, diz a organização do evento.

 

Programação

14h – Acolhida e contextualização.

14h30 – Leitura do Mapa da Violência e dos dados referentes à nossa região, numa tentativa de chegar às causas da violência, iluminando tentativas de superação.

15h15 – Compreensão do tema “violência” na ótica da responsabilização de todos os atores da sociedade para uma atitude mais ativa, superando uma visão míope e distorcida das causas, considerando a inversão de valores.

16h – Proposições gerais e perguntas/sugestões.

17h – Encerramento.