1. Home
  2. Notícias

Foz do Iguaçu amarga saldo negativo na geração de empregos

Foz do Iguaçu amarga saldo negativo na geração de empregos
- Foto: Divulgação

H2FOZ - Da redação
[email protected]


O saldo na geração de empregos em Foz do Iguaçu continua negativo neste ano. As empresas iguaçuenses mais demitiram funcionários do que contrataram de janeiro a julho de 2017, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

Segundo o CAGED, o município registrou 14.532 admissões, contra 14.674 demissões, gerando saldo negativo de 142 postos de trabalho. Dos sete meses até agora, três fecharam no azul e quatro no vermelho –inclusive os dois últimos (junho e julho). Ver gráfico abaixo.

A parcial do ano é um sinal de alerta para o poder público e a iniciativa privada, porque demonstra que o município deve urgentemente acertar a política no setor para retomada do crescimento a partir de geração de emprego e renda.

Quando o assunto é balanço do CAGED, sempre vem à mente a comparação com Cascavel. E como anda “a capital do Oeste” neste quesito? Bem, obrigado! De janeiro a julho deste ano registrou 28.369 admissões, contra 26.845 demissões, gerando saldo positivo de 1.524 empregos.

  Admissões Desligamentos Saldo
Janeiro 2.127 2.201 -74
Fevereiro 2.361 2.273 88
Março 2.285 2.371 -86
Abril 1.886 1.752 134
Maio 1.901 1.816 85
Junho 1.812 2.084 -272
Julho 2.160 2.177 -17
Parcial no ano 14.532 14.674 -142