1. Home
  2. Fotos

Paulo Neis

H2FOZ - Letícia Lichacovski

“Voar” é verbo. Eu voo, tu voas, ele voa, mas na verdade, não voamos. Voar é também ação, impossível aos seres humanos. Talvez seja por isso que admiramos tanto os pássaros e outros animais que deslizam pelo ar.

Voar, para uns, é sinônimo para liberdade. Para outros, paz. Para insetos, natural. E isso nos atrai de uma maneira tão curiosa... Já pararam para olhar e admirar as cores de uma borboleta? Nunca ficaram curiosos porque algumas espécies têm o número 88 tão perfeitamente desenhado nas asas?

E é preciso chegar perto para reparar bem. No modo macro, como dizem na fotografia. E é nesse estilo que Paulo Neis registra o presente. “O retrato de um rosto de hoje não será mais igual ano que vem. Um pequeno inseto pode ser extinto daqui a poucos anos. As imagens registradas vão, pelo menos, servir pra que eu me lembre”, explica.

O engenheiro eletricista, de 32 anos, gosta das coisas simples, como os cachorros que tem, fogão a lenha, caminhar numa trilha perto da natureza. Descobriu na fotografia um passatempo acessível e interessante. “Muito do que eu registrava, que fugia do tradicional, eram abelhas, vespas, borboletas, moscas, e toda sorte de bichinhos.”

Neis pensa em alçar voos maiores. Mas não no sentido de levar a fotografia muito a sério para não torná-la trabalho. Ela é um passatempo. A vontade é fotografar mais. “Não tenho ambição de ficar famoso ou ganhar prêmios”, conta. O bom mesmo é deixar se levar pelas imagens, como as borboletas se deixam levar pelo vento.
Para mais fotos, acesse o Flickr do Paulo.

Sugetão de trilha para apreciar este Ensaio: Foo Fighters: Learn to Fly (Acústico)
___________________________
Portal H2FOZ - Letícia Lichacovski
@leca_dpaula