1. Home
  2. Notícias

Ei, qual é o seu grande sonho para 2012?

Ei, qual é o seu grande sonho para 2012?
Denilson e Daniele - Denilson e Daniele com os filhos João e Vitória - Foto: Marcos Labanca

Fim do ano chegando. Data que o ser humano inventou para renovar a esperança e ganhar fôlego para uma nova jornada. Nas rodas de conversas quase sempre rola um papo sobre as conquistas e o que deixamos de fazer. É comum pipocar lista de boas intenções, de metas e objetivos...

O Portal H2FOZ aproveita a contagem regressiva para a virada do ano para ouvir as pessoas nos espaços públicos onde é realizado o Natal das Cataratas: Praça do Mitre, Praça da Bíblia, Morumbi, Porto Meira, Vila C, Jardim São Paulo e Três Lagoas. Queremos saber: “Qual é o seu grande sonho para 2012?” Bora lá saber o que dizem nos quatros cantos de Foz.

“Sonho que a gente continue com saúde e emprego. Se você não tem isso, você não consegue fazer outras coisas. Queremos repetir o sucesso que a gente teve esse ano”.
Denilson Aparecido dos Santos, enfermeiro, 36 anos, morador do Santa Rosa.

“São várias coisas. Queremos permanecer juntos como família, estamos reformando nossa casa, precisamos acabar nossa reforma. O sonho é conquistar coisas melhores para deixar para nossos filhos João e Vitória".
Daniele de Almeida Pacheco Santos, enfermeira, 34 anos, residente no Santa Rosa.



“Espero passar de ano (estou em recuperação em geogaria). Espero ter um belo futuro pela frente. E que todos sejam felizes. Quero paz, amor e felicidade e .... etecetera para todos”.
Patrícia dos Santos Ramos, estudante do Colégio Jorge Schimmelpfeng, 12 anos, moradora do Libra.


“O que eu sonho? Quero que ninguém mais mate jovens, por favor. Não suporto ver jovens de 15, 16, 17, 18 anos... morrendo. Tem ocorrido muito isso na cidade. Não quero mais que eles morram. Eles têm que ter um futuro bom. Temos que dar uma força para eles estudarem, trabalharem, tirar aqueles que estão nas ruas, andando por aí drogados". 
Cecília Aparecida de Oliveira, comerciante, 43 anos, moradora da Vila Borges.



“Esse ano foi muito bom. A gente vê o Brasil com pessoas mais animadas, as pessoas consumindo mais. A gente entra no supermercado e percebe o quanto é prazeroso ver a quantidade de gente fazendo compras. Isso é uma satisfação. É sinal que o dinheiro está alcançando. A costela está 10 reais o quilo. Sinal que o pessoal está assando mais, confraternizando. Meu sonho já está realizado, não tem o que esperar a mais. Vivo uma vida confortável, temos uma casa boa para morar, temos um bom carro para andar, eu e meu marido nos entendemos bem. Essa é vida. O que pode querer mais? Queremos seguir tendo saúde. Meu marido tem 75 anos e não toma um remédio”.
Ilza Rahmeier Alliana, artesã, 63 anos, moradora da Vila Yolanda.

__________
Portal H2FOZ
     :)